slider-intro-1920x1147_02

DANIELA TOMAZ: flautas, adufe e direção artística
MARIANA FABIÃO: canto
SÉRGIO CALISTO: viola d’amore a chiavi e moraharpa
LAURENT SAURON: percussão histórica

[PT] A Música Antiga não é Antiga. Somos contra o cronocentrismo, i.e. a ideia de que a Música do Presente é uma Evolução em relação à Música do Passado: "A Música é a melhor luta contra a Amnésia Histórica da humanidade" (nas palavras de Jordi Savall).

O Ensemble Med [med: mediterrâneo/medieval] é um laboratório de pesquisa e criação musical, que tem como foco o ponto de contacto entre os universos da música antiga e tradicional historicamente informada, procurando a sua própria interpretação viva e actual, numa abordagem multicultural e transversal.

O Ensemble tem trabalhado com diversas formações, destacando músicos como Yenisey Gomez (canto),  Rui Silva (percussões históricas), Didier François (viola d’amore a chiavi) e mais recentemente, Dr. Mauricio Molina (investigação e percussão medieval).

Nasceu 2012 em Utrecht, Países Baixos e desde então tem-se apresentado regularmente ao público nesse país, nomeadamente Kamermuziek Dag em Nicolaikerk Utrecht, Concertos Verão do Catharijne Museum, De Open Blokfluit Dagen Amsterdam, assim como nas Comemorações do Dia Internacional da Língua Portuguesa na Universidade Ivane Javakhishvili em Tbilisi (Geórgia),  e Womex em Santiago de Compostela, Espanha, como um dos ensembles selecionados pelo Eric Sahlstrom Institute. Em Portugal, tem-se apresentado de Norte a Sul do País, nomeadamente Festival Internacional de Percussão Cidade de Portimão (Portimão), Festival Sons Antigos a Sul (Lagos e Vila do Bispo), Jornadas Medievais (Sesimbra), Festival Med Classic (Loulé), Festival Percursos da Música (Ponte de Lima), Festival Internacional de Guitarra de Lagoa, Dias d’As Virgens Negras (Vila do Bispo), Feira da Dieta Mediterrânica (Tavira), Igreja Matriz de Monsanto (Idanha-a-Nova), Casa da Música (Porto), Festival Fusos (Alte/Loulé) e Museu Oriente (Lisboa), onde estiveram ao vivo na Antena2, Maio 2021.

Organiza, desde Novembro 2018, em parceria com o Município de Idanha-a-Nova, um encontro anual de artistas da Bacia do Mediterrâneo, que homenageiam o património musical de raiz Mediterrânica e/ou Medieval, de raiz escrita e oral, em particular com a tradição dos adufes (pandeiros quadrados).  É renomeado como Encontros / Encuentros / Encontri MED, desde 2019.

Em 2020, prepararam um projeto único com o mestre da Gaita Galega Carlos Nuñez, sobre Cantigas Sacras Galaico-Portuguesas, onde exploram o universo das Cantigas de Santa Maria, de Alphonso  X, estreado dia 11 de Outubro 2020, na Catedral de Tui, no âmbito do International Keyboard Festival [IKFEM] Tui, Galiza.

Para 2022 têm prevista circulação internacional, apresentando-se no na Casa de Portugal | André de Gouveia da Cité Internationale Universitaire de Paris, França e na Sinagoga Bet Israel em Esmirna [Turquia].
O programa “Diálogo Interculturas no Mediterrâneo Medieval” tem sido cofinanciado pela Direção Geral das Artes, desde 2018.

[EN] Early Music is not Old.
We are against chronocentrism, e.g. the idea that the Music from the Present is an evolution in relation to the Music of the Past: “Music is the best antidote against  historical amnesia.”

Ensemble Med [med: mediterrânean/medieval] is a music performing-research lab aiming at exploring the limits between Early Music and World Music i.e. the written source versus the oral tradition, searching their own living and actual interpretation, in a multicultural and transversal mindset.

The Ensemble has worked with several artists, namely Yenisey Gomez (singing),  Rui Silva (historical percussion), Didier François (viola d’amore a chiavi) and more recently, Dr. Mauricio Molina (research and percussion).

The Ensemble started in 2012 in Utrecht, the Netherlands and has been invited to play in several early music festivals in that country, namely the Kamermuziek Dag at the Nicolaikerk Utrecht, the Summer Concert Series of the Catharijne Museum, De Open Blokfluit Dagen Amsterdam, as well as  International Day of Portuguese Language Celebrations, in Ivane Javakhishvili Tbilisi State University (Georgia) and the Eric Sahlstrom Institute selected ensembles Womex Fair in Santiago de Compostela [Spain]. In Portugal, Ensemble Med has performed from the North to the South of the country, namely International Percussion Festival Cidade de Portimão (Portimão), Sons Antigos a Sul (Lagos and Vila do Bispo), Jornadas Medievais (Sesimbra), Med Classic Festival (Loulé), Percursos da Música Festival (Ponte de Lima), International Guitar Festival of Lagoa, Black Madonna Days (Vila do Bispo), Feira Dieta Mediterrânica Tavira, Church of Monsanto (Idanha-a-Nova), Casa da Música (Porto) , Fusos Festival in Alte, (Alte, Loulé) and Museu do Oriente (Lisboa), live for the National Portuguese Radio (Antena2), May 2021.

In 2018, the Ensemble wins the international circulation project of the Portuguese Directorate General for the Arts, starting a new phase and a national tour in a.

Ensemble Med organises annually, since November 2019, an annual event dedicated to Medieval/Mediterranean frame drums, in the Unesco Creative City of Music of Idanha-a-Nova, in the historical village of Monsanto. Since 2019 it’s named as Encontros / Encuentros / Encontri MED.

In 2020, they prepared a unique project with the Galician Gaita master Carlos Nuñez, where they explore the universe of Cantigas de Santa Maria, by Alphonso X, premiered on October 11, 2020, in the Cathedral of Tui, Galicia, within the scope of the International Keyboard Festival [IKFEM].

For 2022, there prepare an international tour of the InCasa de Portugal | André de Gouveia / Cité Internationale Universitaire in Paris, and Sephardic Synagogue of Bet Israel, Izmir, Turkey.

The Intercultural Dialogue in the Medieval Mediterranean project is co funded by the Portuguese Directorate General for the Arts,  since 2018.